Segundo relatório da Suvisa/Ma, o funcionamento do mercado contraria a legislação sanitária e compromete a qualidade dos produtos, colocando em risco à saúde dos consumidores.
A Suvisa/Ma – Superintendência de Vigilância Sanitária do Maranhão atendendo a uma solicitação da 2ª Promotoria de Justiça de Açailândia, através do promotor de justiça Dr. Leonardo Rodrigues Tupinambá, datada ainda do ano passado (ofício nº 16/2014 – 2ª PJA), realizou uma avaliação minuciosa das condições higiênico/sanitárias, de funcionamento e a estrutura física do Mercado Público de Açailândia - O resultado não foi nenhuma surpresa, haja vista, a notabilidade do precário funcionamento deste estabelecimento que hoje atende um número muito grande de moradores do Município.

No relatório técnico de inspeção nº 285/2014 da Vigilância Sanitária do Estado a equipe apresentou que, o Mercado Municipal apresenta graves problemas como a falta de higiene (tal fato atrai insetos e roedores), má estrutura dos boxes, desorganização, ausência de água corrente que dificulta a higienização dos manipuladores, alimentos, equipamentos e utensílios, comercialização de produtos não permitidos, ausência de regimento interno e falta de segurança.

A Suvisa/Ma ainda relatou que os alimentos crus comercializados no mercado podem ser veículo de contaminação de microorganismos causadores de toxinfecção, devido ás precárias condições de higiene dos manipuladores, estrutura física, equipamentos e utensílios. Os boxes em geral apresentam condições de higiene bastante precárias nas quais os móveis e utensílios que entram em contato direto com as carnes não são adequados ou não são higienizados corretamente, podendo propiciar contaminação cruzada.

A Vigilância Sanitária do Estado concluiu então que, todos esses problemas colocam em risco o funcionamento do mercado, uma vez que contraria a legislação sanitária, comprometendo a qualidade dos produtos e coloca em risco à saúde do consumidor. Portanto, faz-se necessária uma adequada capacitação dos comerciantes sobre boas práticas, além de uma estruturação física do mercado, a fim de garantir qualidade aos alimentos comercializados.

Simples assim!

E esse é mercado que vereadores como Canela, Anselmo, Fátima Camelo, Carlinhos do Fórum, Pastor Vagnaldo, Diomar, Professor Pedro e Márcio Aníbal, querem para a população de Açailândia?

Por Wilton Lima

by 14:37 0 comentários