O evento aconteceu em Açailândia na última segunda-feira (20), no Zepellin, reuniu dezenas de prefeitos e secretários da região. A prefeita Vete se fez representar pelo Secretário de Agricultura, Lula Caldas, que participou do lançamento do Plano Matopiba, do governo federal. 

Lançando o programa em Açailândia a diretora da Secretaria de Integração e Mobilidade Social, Fátima da Costa Lamar, representando o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, bem como representantes do governo do estado do Maranhão. Presentes também no lançamento do programa em Açailândia, além de produtores e trabalhadores rurais, representantes da SAF, SEAP, SINFRA, AGERP, AGED, FETAEMA, SEBRAE, UEMA, IFMA, INFRAERO, SINDLEITE, bem como representantes de 23 prefeituras sul maranhenses, Sindicatos de Trabalhadores Rurais de 23 municípios, Associações de Produtores Rurais, Agentes Financeiros e Associação Comercial de Imperatriz e de Açailândia.

O Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba, que envolve partes do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, considera essa região formada pelos quatro estados como uma das principais áreas em expansão na produção de grãos, daí a preocupação do governo federal em acompanhar esse crescimento e promover verdadeiramente o desenvolvimento regional em áreas agrícolas que no passado eram exploradas apenas por produtores experientes.

O Matopiba, cujo nome é um acrônimo formado com as iniciais dos estados que o formam Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), é considerado a última fronteira agrícola do mundo e atualmente representa cerca de 10% da produção de grãos no Brasil. É estratégico para a ascensão social dos pequenos produtores locais e para o incremento da produção e da exportação agropecuária do país.

O Matopiba abrange 337 municípios e 31 microrregiões, num total de 73 milhões de hectares. O principal critério de delimitação territorial foi embasado nas áreas de cerrados existentes nos quatro estados. O segundo critério foram os dados socioeconômicos. Vale lembrar, que o Maranhão ocupa 32,77% de todo o território do Matopiba, com 23,9 milhões de hectares em 135 municípios. O Tocantins tem 37,95% da área, 27,7 milhões de hectares e 139 municípios. Já o Piauí representa 11,21%, tem 8,2 milhões de hectares e 33 municípios e a Bahia ocupa 18,06% da área, com 13,2 milhões de hectares e 30 municípios. A proposta de delimitação foi feita pelo Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (GITE), da Embrapa.

No caso da soja, por exemplo, os quatro estados aumentaram significativamente sua produção na safra de 2014/2015 em relação à 2013/2014, como é o caso de Itinga do Maranhão, que vem se destacando na produção de soja e milho. Conforme dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a Bahia teve crescimento de 20,3% (produção total de 3,979 milhões de toneladas), o Piauí, 18,6% (1,766 milhões de toneladas), o Maranhão, 16,4% (2,123 milhões de toneladas) e o Tocantins, 13,5% (2,335 milhões de toneladas).

by 11:30 0 comentários