Familiares e empresários do cantor começa brigar na Justiça pela herança

A morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, ocorrida no último dia 24, após um grave acidente de carro continua dando que falar. Mas agora, as causas do acidente começam a ser investigadas e podem tomar outro rumo depois de revelações feitas por uma dona de lava-jato, onde o cantor costumava lavar o veículo.

Peritos já aderiram várias linhas de investigações. Imagens das câmeras de segurança registraram todo o percurso do cantor. Ele saiu de Imtubiara às 2h49 da madrugada, sofrendo o acidente após 141 quilômetros percorridos.

O teste do bafômetro apontou que Ronaldo Ribeiro, motorista do cantor não havia ingerido bebida alcoólica, além da BR-153 está em perfeita condições para o tráfego.

Ainda não se sabe exatamente qual era a velocidade que o veículo estava no momento da acidente, mas tudo indica que seria aproximadamente 200km, porém técnicos da montadora Lange Rover foram acionados para ajudar na identificação.

Motorista sabia das falhas nas rodas do veículo
aaaaaaaa
Imagens capturada da tela em vídeo/ Rede Record
O veículo Lange Rover do cantor Cristiano Araújo, avaliado em quase R$ 300 mil, não estava com as rodas originais de fábrica e uma perícia realizada pela Polícia Civil detectou que as rodas estavam com problemas na solda, o que consequente pode ter causada a desestabilização do veículo na pista. Análise feita mostrou que o carro percorreu 95 metros desde o ponto em que o motorista perdeu o controle até o ponto em que o veículo parou totalmente.
Captura de Tela 2015-06-29 às 00.33.57.png
Veracidade do áudio foi confirmada
O cantor Cristiano Araújo havia ganho a rodas de presente de um amigo e ex-jogador de futebol do Goiás, Welligton. O jogador chegou a utilizar as rodas em seu veículo, que era da mesma marca, mas sendo modelo diferente. Antes de entregar as rodas de presente ao cantor, o ex-jogador teria encaminhado as rodas para reparo. Foi constatado que na roda havia nove pontos de solda e os serviços foram realizados na loja ” 100 limite”, em Goiânia.
Lava Jato onde motorista costumava colocar o veículo para lavar
Lava Jato onde motorista costumava colocar o veículo para lavar
Uma declaração dada pela proprietária do lava-jato onde Cristiano costumava lavar o veículo pode mudar o rumo das investigações. Um dia antes do acidente, no dia 23 de junho, Cristiano havia colocado o veículo para lavar. Durante a lavagem o marido da proprietária do lava-jato identificou que a solda da roda traseira do veículo estava solta, e avisou a esposa.
A gravação revela ainda, que no momento em que o motorista Ronaldo Miranda foi buscar o veículo, a proprietária do estabelecimento lhe avisou sobre o problema nas rodas do carro, e o motorista respondeu que o serviço de solda havia sido bem feito.

O carro de Cristiano Araújo tinha apenas dois meses de uso e era considerado um veículo seguro para a viagem, mas após o acidente todas as rodas do veículo estouraram. O carro veio com rodas de espessura 18 da fábrica mas foram trocadas por rodas de espessura 22, que possui espessura mais fina.

A alta velocidade consequentemente fez com que as soldas soltassem e as rodas do carro estourassem fazendo com que o motorista perdesse o equilíbrio da direção.

Briga pelos bens na justiça
Cristiano e o empresário Victor Leonardo
Cristiano e o empresário Victor Leonardo
Menos de 15 dias da morte do cantor ja se iniciaram as brigas por conta dos bens deixados. A briga envolve principalmente o pai, uma tia e o empresário do sertanejo.

A briga teria iniciado por conta uma rixa existente entre o pai de Cristiano, João Reis e o empresário do cantor Victor Leonardo, com quem ele morava em uma mansão. Após a morte do sertanejo, permitiu que o empresário entrasse na casa apenas para retirar suas roupas e objetos pessoais antes que o local fosse trancado.

Divinna Mello, uma das tias do cantor contou que o pai do cantor tem posse de todas as senhas do cantor e as mantém guardadas.

O seguro de vida do cantor Cristiano Araújo avaliado em R$ 20 milhões deverá ser dividido entre os pais e os dois filhos.

O pai do cantor nunca escondeu sua insatisfação com o empresário do cantor, que segundo ele teria inveja de Cristiano.

A tia Divinna acusa Victor Leonardo de querer ser o sobrinho e de que nunca tomou o lugar dele pelo fato de não cantar. ” Ele, (Victor Leonardo), nunca andou de ônibus com a equipe, só viajava de avião, ninguém da banda gostava dele”, contou.

A tia revela ainda que o empresário se aproveitava de Cristiano Araújo, além de ter um salário de R$ 40 mil reais.

by 12:02 0 comentários