ACADEMIA JOVEM CONCERTANTE VOLTA AO MARANHÃO PARA APRESENTAÇÕES EM CINCO CIDADES 

Projeto que emocionou o público em 2014 faz homenagem a Tom Jobim e ao Rio de Janeiro 

Com o objetivo de entrar para o calendário cultural do estado, a Etapa Maranhão da Academia Jovem Concertante é sem dúvida a mais ousada do projeto idealizado e dirigido pela pianista mineira Simone Leitão desde 2012. Pelo segundo ano consecutivo ela leva ao Maranhão uma orquestra itinerante com o intuito de atender a demanda de treinamento de jovens músicos do norte e nordeste, e reforçar a prática orquestral local. 

Sob regência do violinista Daniel Guedes, o grupo estreia no dia 28 de agosto, em São Luís, no Teatro Arthur Azevedo. Desta vez, a AJC passa por Açailândia (30/08), na Praça Pioneiro e Bom Jesus das Selvas (01/09), na Praça João Fabricante. Depois segue para Santa Inês (03/09), na Praça da Saudade, e Alto Alegre do Pindaré (04/09), na Igreja da Matriz, fidelizando o público conquistado em 2014. 
Em todas as cidades a orquestra também serão realizados concertos sociais em estações de passageiros da EFC: Açailândia (31/08), Bom Jesus da Selvas (01/09), Santa Inês (02/09, Alto Alegre do Pindaré (03/09), e São Luís (05/09). 

Para que os concertos sejam realizados, a Academia Jovem Concertante - Etapa Maranhão conta novamente com o patrocínio da Vale por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura do Governo Federal. 

Ao longo de um mês, o projeto organizou um processo seletivo para escolher jovens - de até 29 anos - para compor a orquestra. Durante a turnê, eles recebem uma bolsa-incentivo, além de transporte, estadia e alimentação. 

Uma das novidades deste ano é o número de músicos, 34, oito são maranhanses. Assim eles poderão explorar a primeira sinfonia de Beethoven e um grande concerto romântico para piano, o concerto de Schumann em Lá menor, preferido dos programas anuais das maiores orquestras do mundo. 

Também no programa, a suíte de Ernani Aguiar, que faz parte do catálogo de grandes obras para cordas brasileiras. Inspirada em motivos nordestinos, a obra é muito interessante para os músicos assim como para o público. 

Para o bis, será apresentado o Samba do Avião, de Tom Jobim, com uma linguagem mesclada de uma música popular em leitura sinfônica. Uma homenagem ao maestro, que faleceu há 20 anos, e também uma celebração os 450 anos da nossa cidade Olímpica que ele tanto cantou durante toda sua vida, o Rio de Janeiro. 

Em 2015, a Academia Jovem Concertante passou pelo Rio de Janeiro, São Paulo e encerra suas atividades do ano no Maranhão. 

ACADEMIA JOVEM CONCERTANTE 

A Academia Jovem Concertante, projeto que tem direção artística da pianista Simone Leitão e regência do violinista Daniel Guedes, estreou em 2012 com uma turnê que percorreu sete estados brasileiros. A AJC é um trabalho intensivo de repertório orquestral variado, que visa preparar o jovem músico para ser integrante de orquestras importantes do país. Por ser itinerante, o objetivo é levar a música sinfônica para lugares e espaços pouco explorados por essa forma de arte. Além disso, existe um grande enfoque no repertório da música de câmara, e os músicos têm a oportunidade de se apresentar em concertos didáticos. 

AJC busca o formato inédito da itinerância e de constante renovação para promover um intercambio entre jovens estudantes de diferente regiōes e realidades sociais. 

A segunda missão da AJC é a formação de plateia: 60% dos concertos são gratuitos em praças públicas e espaços inusitados como canteiros de obra. 

É importante frisar que Academia Jovem Concertante não é uma orquestra de formação, e atende como um laboratório/estágio, pois os “acadêmicos" devem estar no nível de pré inserção no mercado de trabalho. 

SIMONE LEITÃO 

"Leitão, was the capable, note-perfect soloist." Lawrence Budmen, Miami Herald 2009. 

"Técnica impressionante e um dedilhado cheio de vitalidade." Ayache, São Paulo 2013. 

"Técnica fluente, paixão, precisão, controle infalivel. Uma artista nata." Harry Rolnick, Nova York 2015. 

Com uma carreira ativa como recitalista, camerista e solista de orquestras nas Américas, Europa e Ásia, Simone Leitão é uma das mais atuantes pianistas brasileiras. A artista é conhecida por sua performance intensa, ampla capacidade técnica, forte direção rítmica e personalidade, mas também vem ganhando notoriedade por divulgar a música clássica brasileira no exterior através do projeto Brasil Classical Series e por idealizar programas culturais e sociais que “popularizam” a música erudita no Brasil, como a Academia Jovem Concertante e a Semanas Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte. 

Simone possui D.M.A. (Doctor of Musical Arts) em Piano Performance e História da Música pela Universidade de Miami (Estados Unidos), Mestrado pela NorgesMusikkhögskole (Academia de Música da Noruega, Oslo) e Bacharelado em Música pela Uni-Rio. Sua tese de doutorado foi sobre Momoprecoce para piano e orquestra de Villa-Lobos. 
Leitão se apresenta anualmente em importante salas de concertos, entre ela o Carnegie Hall, a Sala São Paulo, e a SalaCecília Meireles. Em maio de 2015 ela retornou ao Carnegie Hall para mais um recital anual e saiu aclamada pela crítica de Nova York por sua performance de Ravel e Villa-Lobos. 

DANIEL GUEDES 

Considerado um dos mais importantes músicos brasileiros de sua geração, Daniel Guedes vem atuando como violinista, violista, camerista, professor e regente. Carioca, nascido em 1977, formou-se na Manhattan School of Music, onde estudou com Pinchas Zukerman e Patinka Kopec. Vem atuando como solista das principais orquestras brasileiras e em vários países do exterior. Como regente, atuou à frente de orquestras como a OSB Ópera e Repertório, OSUSP, Sinfônicas de Campinas, Bahia, da UFRJ, Academia Jovem Concertante, entre outras. Membro do Quarteto da Guanabara e professor da UFRJ. Gravou CD com sonatas de Beethoven com Ilan Rechtman, “Impressões Brasileiras” e “Violão e violino” com Mario Ulloa. 

LINKS 
Academia Jovem Concertante – Etapa Maranhão 


Academia Jovem Concertante 


SERVIÇO 

ACADEMIA JOVEM CONCERTANTE – Etapa Maranhão 
Simone Leitão, piano | Daniel Guedes, regência 


ENTRADA FRANCA 

28/08 São Luís – Teatro Arthur Azevedo, 20h 
30/08 Açailândia, Praça do Pioneiro, 19h 
01/09 Bom Jesus das Selvas, Praça João Fabricante, 19h 
03/09 Santa Inês, Praça da Saudade, 20h 
04/09 Alto Alegre do Pindaré, Igreja da Matriz, 19h 

REPERTÓRIO 

Ernani Aguiar (1950- ) - Quatro momentos nº3 
- Tempo de maracatu 
- Tempo de cabocolinhos 
- Canto 
- Marcha

by 15:26 0 comentários