Zé Inácio destaca temas importantes durante III reunião do Parlamento Amazônico em São Luís.

O deputado Zé Inácio (PT) usou a tribuna durante a III reunião do Parlamento Amazônico que acontece na Assembleia Legislativa do Maranhão para conclamar bancada maranhense e paraense para discutir sobre a BR 308 que liga o Maranhão e o Pará e incluir os dois estados na rota do turismo facilitando assim o acesso aos Lençóis e ao Delta Parnaíba.A BR 308 liga os estados do Pará ao Maranhão é composta pelos municípios (Capanema, Bragança, Vizeu, Carutapera, Turiaçu, Cururupu, Mirinzal, Central do Maranhão e Bequimão).

Zé Inácio sugeriu que por meio da mesa diretora da Assembleia Legislativa seja encaminhando como Indicação para a bancada federal para retomada deste debate que já tem um avanço significativo entre a bancada paraense.

“Eu gostaria que isso fosse pautado neste Parlamento, inclusive aprovado como Indicação para que, através da Presidência as duas bancadas federais (Pará/Maranhão) fossem acionadas e assim afinassem o discurso da BR 308”.

O petista ainda ressalta que a BR 308 é importante não só para o desenvolvimento dos dois Estados, mais também para o desenvolvimento da região Amazônica, sobretudo, a que perpassa pelo Litoral, margeando o Oceano Atlântico. “Precisamos nos empenhar mais neste debate e envolver a bancada maranhense para que possamos ter um avanço e assim incluir os dois estados na rota do turismo brasileiro. O Maranhão e Pará necessitam desta inclusão”, diz o parlamentar. 

O deputado destacou ainda que o Parlamento Federal do Pará já fez inúmeros debates sobre a BR 308, enquanto o parlamento maranhense pouco tem discutido sobre este tema. “O que está faltando é apenas um pouco mais de empenho de nós deputados estaduais e, sobretudo, da bancada federal para nos aprofundamos nesta discussão e assim ajudar no desenvolvimento da nossa região, do nosso estado”, ressalta.

Agricultura Familiar - Outro tema que também foi destacado pelo deputado Zé Inácio (PT) durante o encontro foi o Programa Federal Terra Legal. 

Segundo Zé Inácio (PT) o programa deveria entrar na pauta do Parlamento, para que a regularização fundiária de fato aconteça na Amazônia Legal, que é composta por nove (09) Estados. “Acho que o Programa Terra Legal deva ser fruto de debates por este Parlamento. Porque temos um programa que, na prática, tem muitas dificuldades de ser efetivado. Um debate sobre tudo, com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e com a participação das autoridades para assim podermos ter um avanço significativo no desenvolvimento deste Programa”, alerta Zé Inácio.

by 15:01 0 comentários