O deputado estadual Júnior Verde (PRB) conduziu nesta quarta (11) a primeira reunião em defesa da segurança privada no Estado do Maranhão. Ele é presidente da Frente Parlamentar de Segurança Pública e Privada da Assembleia Legislativa, e ouviu problemas da categoria relativos à falta de segurança na atuação profissional. 

“Trata-se de uma área que até então, nunca havia sido defendida, a segurança privada. Está ali na defesa do patrimônio privado, mas, ao mesmo tempo, se estende na condição de defesa também do cidadão, das pessoas que estão próximas a ele”, justificou. 

O Sindicato dos Vigilantes do Estado do Maranhão, Daniel Pavão, e o presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Joel Nascimento, participaram do encontro. “Também venho atuar em defesa das centrais sindicais, que têm todas as entidades que lidam, cuidam e zelam pelos direitos dos trabalhadores”, destacou Joel. 

De acordo com Júnior Verde, será elaborado um documento com as reivindicações apresentadas pela categoria. “Assim, vamos poder direcionar algumas proposituras que vão fortalecer o seguimento. É muito importante dar condições de trabalho a estes homens e mulheres”, reforçou o parlamentar. 

Nesta quinta (12), o deputado repercutiu a reunião durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, citando o homicídio de um vigilante, baleado na porta de um hospital em São Luís, na última terça-feira. “Foi o vigilante Roberto César Leandro Bulhões, de 29 anos. Precisamos proporcionar treinamento a esse segmento, porque eles estão na defesa do patrimônio, mas são vítimas. Eles não têm poder de fogo para combater aqueles que intentam contra o patrimônio”, concluiu

by 23:28 0 comentários