Corpo de Bombeiros de Açailândia
Foram necessários vinte anos de luta por parte da Associação Comercial e Industrial de Açailândia- Acia para que Açailândia, enfim, pudesse contar com uma Unidade do Corpo de Bombeiros, mas todo este trabalho pode acabar por ter sido em vão. 
No dia 11 de setembro de 2015 o Governador Flávio Dino, acompanhado do Secretário de Segurança do Estado, Jefersson Portela inaugurou a sede, a partir dai, o que os homens do Corpo de Bombeiro tem vivido são dias de dificuldades.

A Sede do Corpo de Bombeiros é provisória, ou seja, não é própria. Os profissionais só tem uma base porque o Empresário da cidade, Fernando Queiroz doou parte de um prédio de sua propriedade para que se instalassem. O Governo do Estado alegou aos empresários que não possuía recursos, coube a Acia, sob a gestão do ex-presidente Vanderley Trombela, buscar doações junto aos demais empresários para que fossem feitas as reformas, inicialmente tudo custaria 30 mil reais, mas o valor acabou chegando a R$ 50 mil.

Neste momento os profissionais sofrem com a falta de alimentação, o que é obrigação do Governo do Estado. Segundo o ex-presidente da Acia, Vanderley Trombela revelou ao Maranhão em Foco, a Associação Comercial bancou nos últimos meses toda a alimentação da tropa, o que, infelizmente, não estar sendo mais possível. Com isto, segundo apurou o Blog, os homens estão tendo que praticamente se alimentar fiado em um estabelecimento da cidade. A Prefeitura Municipal também já chegou a contribuir.

A revolta da classe é muito grande, o desanimo também e a possível saída da tropa já começa a ser discutida. "A única explicação que a gente recebe é que tem que esperar uma licitação, enquanto isto a gente vai se virando como pode", disse um membro da corporação que não quis ser identificado.

Fonte: Por Maranhão em Foco 

by 09:57 0 comentários