Delegado Thiago Filippini
AÇAILÂNDIA - Seguindo uma determinação da 6ª Promotoria de Justiça, que requereu a interdição do prédio da Delegacia Central de Açailândia ( 1º DP). Nos termos de uma Ação Civil Pública movida pela Promotora de Justiça Drª Sandra Fagundes Garcia em Junho de 2014. Que pedia a interdição do PRÉDIO DA DELEGACIA e da ÁREA DA CELA onde funcionava o banho de sol dos presos, no espaço conhecido por "GAIOLÃO ", o ambiente era totalmente inadequado e reduzido, que não possibilitava aos presos a oportunidade para realização de qualquer atividade física.

A Polícia Civil de Açailândia amargou há anos um problema que não lhe competia, que era a custódia de presos, um claro desvio da função de investigadores para o de carcereiros. O que atrapalhava os trabalhos Internos e os andamentos das investigações de crimes e roubos que precisam de atenção especial por parte dos Policiais lotados nessa Delegacia. As instalações prediais da velha delegacia não forneciam o mínimo de condições necessárias para salvaguardar os direitos humanos dos presos. A Delegacia do 1º DP, nessa nova fase de mudanças deve CONTINUAR passando por uma reestruturação geral do prédio, nos moldes exigidos pela legislação para que atenda com conforto e higiene os presos provisórios que por ali por porventura venham passar.
O GAIOLÃO era um ambiente, usado pela PC de Açailândia, quando não havia espaço nas celas, nesse local eram encarcerados os presos provisórios, que ficavam expostos ao sol e à chuva, sem qualquer proteção ou abrigo. De acordo com o Delegado Titular do 1º DP, DR THIAGO FILIPPINI, o local não dispõe do mínimo de infraestrutura necessária para acolher presos em regime de permanência. “Nesse período estão ocorrendo diversas mudanças, tanto para o 1º distrito policial e para toda policia de Açailândia, em função da mudança geral das outras delegacias para a sede nova (9ª Delegacia Regional/Avenida do Quartel)”. Ficando em funcionamento no centro da cidade somente o 1º DP, Uma das primeiras determinações da Justiça foi á demolição do folclórico “GAIOLÃO da DELEGACIA”, esse ambiente que foi palco de diversos episódios.
Agora estamos vivenciando uma nova fase para toda Polícia Civil de Açailândia, e é uma REALIDADE CONQUISTADA que aqui não será mais um local de permanência de presos, pois presos devem ficar nos presídios, agora ficarão somente de passagem, enquanto forem feitos os procedimentos da prisão em flagrante, e assim que for formalizado o flagrante que a PC tem 24horas para encaminhar para o presidio.
Então essa é uma nova realidade de não ter mais presos em delegacia cumprindo pena, por um lado ficamos muito felizes, por essa conquista porque os presos aqui demandavam esforços dos policiais civis, atenção e atrapalhavam o trabalho de rotina. Tinha também o dia de visita das famílias dos presos que tirava os policiais da rua para ficarem no monitoramento dos detentos, nesta delegacia tínhamos outro risco que era insegurança dos vizinhos do entorno da delegacia que ficavam apreensivos com o funcionamento de uma carceragem onde guardava 20 ou até 30 presos, funcionando no centro da cidade, em um prédio que não tem condições de segurança, correndo o risco até de acontecer uma fuga em massa e ocasionar sérios transtornos para os moradores do centro da cidade.
O Delegado responsável pelo 1º DP/Açailândia relatou que existem muitas dificuldades para o funcionamento ativo da delegacia central, como a dificuldade da falta de equipamentos operacionais, falta de mais policiais para atender bem a população, estruturação predial adequada, mais nada desmotiva os policiais civis nessa árdua missão de buscar soluções para resolver os problemas relacionados à área da segurança pública municipal. Ressaltou o Delegado Thiago Filippini.

Por Josinaldo Esmille












by 06:45 0 comentários