A ação é inédita na cidade e faz parte do projeto Inova Moda e traz tendências do mercado para as quatro estações para aumentar a competitividade das MPE’s

O Sebrae no Maranhão, em parceria com o Senai, realizará nesta terça-feira (21) a palestra do Inova Moda 2017, em Açailândia. O evento é inédito e tem por objetivo qualificar empreendedores que possuem pequenos negócios ligados à indústria de confecção.
A capacitação é destinada à apresentar tendências de mercado à proprietários de malharias e lojas de confecções, costureiras e profissionais do segmento de moda, como forma de aumentar a competitividade das empresas de Açailândia e região. A palestra é gratuita e acontecerá no auditório do Sebrae, localizado no centro da cidade.

Durante a palestra, será apresentado o caderno Inova Moda 2017, que aponta os caminhos a serem seguidos no processo criativo e de produção, desde a escolha das cores, tecidos e formas, até a finalização da coleção. Todas as quatro estações – primavera, verão, outono e inverno – são contempladas.

Segundo o gestor de projetos do Sebrae, Reginaldo Medeiros, o Inova Moda será a primeira ação voltada para as indústrias do segmento de moda. “Tentaremos formar uma turma para o curso de alta costura, promovido em parceria com Senai e focado nas tendências da moda em 2017”, declara o gestor.

O Inova Moda é uma parceria entre o Sebrae e o Senai em âmbito nacional, com o objetivo aumentar a competitividade das micro e pequenas empresas de confecção e moda brasileiras. Por meio de palestras, oficinas, laboratórios e material didático são abordas tendências de comportamento, consumo, moda, mercado, entre outros temas que vão nortear o desenvolvimento de produtos diferenciados de alto valor agregado.

REGIONAL

No âmbito da Unidade Regional do Sebrae em Açailândia, este projeto está sendo desenvolvido dentro do projeto Fortalecendo a Indústria, lançado no começo do ano para promover ações de educação empreendedora, de qualificação empresarial para os industriais locais, ofertando apoio às missões empresariais e de consultoria em gestão empresarial.

A expectativa é atender 60 empresas de Açailândia, Bom Jesus das Selvas e Buriticupu. Microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) podem ser atendidas pelo projeto, em quatro segmentos: comunicação visual, metal-mecânico, confecções e alimentos. “Buscamos promover encontros e oficinas para encontrar novas ações dentro do segmento de atuação de cada empresário”, destaca Medeiros.

by 06:28 0 comentários