O bairro Vila Ildemar, em Açailândia conta com cerca de 300 empreendimentos, entre formais, informais e quintais produtivos. Com o objetivo de dinamizar a economia local e ampliar a atuação dos pequenos negócios, a Vale é parceira do Sebrae no Maranhão e da Associação de Agricultores de Vila Ildemar no projeto de apoio a agricultura familiar. Com o investimento da Vale, a iniciativa alcança, principalmente, 80 agricultores da região.

Uma das ações da Vale é apoiar a realização da Oficina Sebrae de Empreendedorismo (OSE), metodologia de empreendedorismo de massa criada pela instituição. A OSE é uma das ações que integram o programa de Desenvolvimento Econômico Territorial (DET), desenvolvido pelo Sebrae em Vila Ildemar. Cada empreendedor participa de uma série de oficinas ao longo dos cinco dias de evento.

"Essa é uma das estratégias de estímulo ao empreendedorismo na região, que atinge tanto os empreendedores urbanos como rurais. O projeto DET vai trabalhar com diversas ações para criar um ambiente favorável para os pequenos negócios da região crescerem e se estabelecerem no mercado local, o que inclui capacitações, orientações empresariais e ações de estímulo a políticas públicas que favoreçam esses segmentos", esclarece o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.
"A Vale investe nesse programa porque acredita que esta iniciativa vai criar para os pequenos agricultores novas oportunidades de negócios, tornando seus produtos mais competitivos no mercado. Esperamos que o investimento contribua para o desenvolvimento econômico de Vila Ildemar", explica o gerente de Relacionamento com Comunidades da Vale, André Luiz Pereira. Através dos cursos e consultoria que já foram realizados, os produtores aprenderam, por exemplo, a escolher sementes e a usar adubo orgânico.

O incentivo aos pequenos agricultores foi iniciado em 2014, quando a Vale a Fundação Vale apoiaram com recursos para a construção de estufas para hortaliças. Ao todo, foram construídas 80 estufas, sendo que cada família possui a sua em casa. Para João Rodrigues, presidente da Associação de Agricultores da Vila Ildemar, um dos principais ganhos foi o aumento na qualidade dos produtos. Ele conta que a associação possui 130 sócios, sendo que a Vale já beneficiou 80 famílias. "A parceria foi muito boa porque hoje a renda do agricultor depende das melhorias que são feitas. Com esse projeto, a renda só tende a melhorar, por causa principalmente a qualidade, e também porque as estufas vão ajudar a produção no período chuvoso" conta o presidente da associação.

"Nessas estufas se planta cheiro verde, cebolinha, couve, alface e muito mais. As hortaliças servem para consumo próprio e para venda também. Agora a gente consegue plantar o ano todo, inclusive no período chuvoso. Essa estrutura serve para proteger a plantação da chuva e protege também do sol, pois no verão gastaremos menos água. Agora é só manter o que conquistamos", complementa. Dentro da parceria, o Sebrae forneceu capacitação para os produtores. A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão e a Prefeitura de Açailândia também são parceiros nesta iniciativa.

Raimundo da Conceição trabalha com agricultura há 30 anos e reconhece os ganhos obtidos com a participação no projeto. "O que recebemos por meio desse projeto já melhorou muito nossa vida. Trouxe um conhecimento novo por meio das capacitações. Essa estufa representa muita coisa pra gente, pois é uma estrutura melhor que vai garantir nossa produção o ano todo. Somos seis pessoas na família e todos trabalham na produção. Juntos, conseguimos manter muitas plantações, como alface, cenoura, quiabo, abobrinha e cheiro verde. A gente consome o que planta e também consegue vender. A renda da minha casa vem toda da agricultura, que complementamos com a criação de animais para ajudar no sustento", compartilha o agricultor.

Assessoria de Imprensa

by 17:23 0 comentários