Uma audiência pública realizada em Balsas e proposta pela Frente Parlamentar de Segurança Pública e Privada da Assembleia Legislativa reuniu diversos segmentos da sociedade em torno da problemática da segurança pública na região Sul do Maranhão. A audiência foi conduzida pelo presidente da Frente, o deputado estadual Júnior Verde (PRB), com a participação do deputado Zé Inácio (PT), em parceria com a Câmara Municipal do município, na noite desta quinta (14).

O objetivo do encontro foi reunir sugestões e implementar ações que contribuam para o fortalecimento, a integração e o desenvolvimento dos órgãos policiais de segurança pública da região. “Reconhecemos o bom trabalho realizado pelas forças de segurança: polícia militar, polícia civil, corpo de bombeiros. Mas precisamos reforçar a estrutura desses órgãos”, afiançou o presidente da Câmara de Vereadores de Balsas, Sebastião Filho Saraiva.

O subcomandante do 4º BPM, major Gilberto Brito, apresentou um relatório das ações e das dificuldades do batalhão em 2016. O 4º BPM tem um efetivo de 295 homens para uma população de cerca de 250 mil habitantes. Em 10 municípios da região, as viaturas policias estão em operação desde 2010 e vivem mais tempo parada do que operando, segundo o major. “O 4º BPM está implantando o pelotão Mirim. Com mais viaturas, acreditamos que vamos melhorar a produtividade e a população se sentirá mais segura”, sinalizou o major Gilberto.

O comandante do 4ª Batalhão de Bombeiros Militar (4º BBM), major Pablo Willys, pediu a construção da sede do Corpo de Bombeiros no município, e o delegado regional de Polícia Civil, Fagno Vieira, alertou que os atores da segurança pública precisam agir como um organismo sincronizado, “se um deles falhar, todo o sistema ficará comprometido”. E denunciou a falta de delegados em 9 municípios dos 13 que compõem a regional. “Preciso enfatizar a ausência da polícia técnica, do Instituto de Criminalística e do Instituto Médico Legal”, destacou.

“Precisamos agir para mudar essa realidade, mas a avaliação foi extremamente positiva. Esta comissão sai convicta do seu papel, através das informações aqui colhidas vão se transformar em indicações, projetos de leis e requerimentos ao Governo do Estado e assim, daremos nossa contribuição para o fortalecimento da segurança pública na região de Balsas. Fazemos uma política de resultados, nós temos que tirar do papel, tornar efetiva as propostas”, avaliou Júnior Verde. 

A audiência contou com a presença de autoridades locais e de cidades vizinhas, representantes das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Promotoria Pública, além de segmentos religiosos e sindicatos de classe.

by 17:26 0 comentários