hmi-1
De acordo com a vigilância sanitária estadual, péssimas acondiçoes do centro cirúrgico vinha colocando a vida de pacientes cem risco
De acordo com levantamentos feitos pela equipe de transição do prefeito eleito de Itinga do Maranhão Lúcio Flávio Araújo de Oliveira (PSDB), a prefeita derrotada Luzivete Botelho conseguiu mergulhar o município em um verdadeiro “mar de atraso”, deixando de executar serviços essenciais para a população em diversas áreas de sua administração, inclusive na saúde.
Na última terça-feira (29), a situação que há muito tempo vinha ruim acabou piorando com a interdição do Centro Cirúrgico do único Hospital Público daquele município.

Esterilizador se encontra inservível
Entre as inúmeras deficiências constatadas pela Vigilância Sanitária Estadual, destaca-se a falta de CME (central de material e esterilização) e lavanderia hospitalar apropriada. Os servidores vinham utilizando “TANQUINHO DE LAVÁ”, quando o Hospital deveria ter máquinas industriais.

A interdição do centro cirúrgico causa prejuízos irreparáveis para saúde da população Itinguense. O fechamento de parte do hospital implica na perda de recursos, o que causará sérios problemas para o próximo prefeito Lucio Flavio, que assiste tudo isso com muita tristeza, já que toda sua família reside no município.

Atualmente o HMI não realiza cirurgias de hérnia, cesariana, laqueadura, colpoperineoplastia e outros procedimentos.

Acredita-se que o centro cirúrgico só voltará a funcionar normalmente depois que o município cumprir uma série de exigências necessárias para não continuar colocando a vida dos pacientes em risco.
Blog do Antonio Marcos

by 09:48 0 comentários