O deputado Wellington do Curso (PP) votou contra o Projeto de Lei nº 223/2016, de autoria do governo Flávio Dino (PCdoB) que aumenta alíquotas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), em várias faixas de consumo em todo o Maranhão.

A votação aconteceu na manhã da última quinta-feira (15), na Assembleia Legislativa. O aumento do ICMS incidirá na energia elétrica, combustíveis, e de serviços como telefonia e TV por assinatura.

Em seu discurso, Wellington propôs que o Governo usasse outras formas para não prejudicar o povo maranhense. “Temos ouvido a população e acreditamos que o Governo precisa, antes de tudo, enxugar a máquina pública. Existem várias formas, como redução de despesas correntes, redução do número de secretarias, redução dos cargos e salários comissionados. Precisamos garantir a eficiência na administração pública para que não joguemos o prejuízo no bolso do cidadão maranhense. Por isso, em favor do empresário e do povo maranhense eu voto CONTRA esse projeto do Governo”, destacou Wellington.

Em defesa do projeto, os 25 deputados que votaram a favor do aumento, votaram no pacote de maldades do governador Dlavio Dino contra a população, com a desculpa de que o ajuste de alíquotas do ICMS no Maranhão irá equilibrar contas e reduzir a defasagem deste imposto em relação a outros estados.

Já os 7 deputados que votaram contra o aumento, inclusive Wellington do Curso, acreditam que o projeto vai prejudicar a economia do Estado e aumentar o desemprego. “O estado do Maranhão registrou uma das maiores taxas de desemprego do Brasil. O comércio já está quase parando e se continuar assim, o Maranhão pode entrar em colapso. Eu tenho a certeza que o consumidor, o povo maranhense não merece tanto desrespeito assim”, defendeu Wellington do Curso.

Comerciantes na galeria do Plenário, dezenas de empresários e comerciantes se fizeram presentes para acompanhar a votação. Na oportunidade, Wellington visitou a galeria e ouviu os anseios dos empresários e comerciantes. O presidente da Associação Comercial do Maranhão, Felipe Mussalem, desabafou para o deputado Wellington do Curso explicando o prejuízo que a categoria terá. “Estamos assistindo um dos maiores descalabros já vistos em nosso Estado. Como se já não bastasse o inferno que todos os empresários passam atualmente, o Governo do Estado ainda quer terminar de massacrar, aumentando impostos e promovendo outros 14 absurdos”, disse Felipe Mussalem, presidente eleito da Associação Comercial do Maranhão

by 14:59 0 comentários