O presidente da Ajufe diz estar consternado ''com a prematura morte'' de Teori e indaga a circunstância da morte do magistrado
A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), divulgou uma nota sobre a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, na tarde desta quinta-feira (19), em um acidente aéreo no mar próximo a cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. O presidente da Ajufe, Roberto Veloso, cobrou severamente a investigação sobre a queda do avião.
No comunicado, Veloso diz estar consternado "com a prematura morte" de Teori e indaga a circunstância da morte do magistrado, diante das altas responsabilidades atribuídas a ele, em especial, por ser relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo.

Confira a íntegra da nota:

"Os juízes federais brasileiros estão consternados com a prematura morte do ministro Teori Zavascki. O Supremo Tribunal Federal e o Brasil perdem um magistrado culto, sério, honesto e cumpridor de seus deveres. Diante das altas responsabilidades a ele atribuídas, em especial a condução dos processos da Lava Jato no STF, é imprescindível a investigação das circunstâncias nas quais ocorreu a queda do avião em que viajava."

Preocupação com o prosseguimento da Lava Jato
Roberto Veloso também gravou mensagem pedindo à sociedade para que fique atenta ao substituto de Teori, pois o mesmo poderá dar continuidade ao trabalho ou mesmo impedir o prosseguimento da Lava Jato.

“Pedimos à sociedade brasileira que esteja atenta a quem irá substituir o ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal. O novo ministro terá o poder de continuar o valoroso trabalho até agora desenvolvido, mas também terá o poder de impedir o prosseguimento da Operação Lava Jato”, declara o juiz.



by 22:48 0 comentários