O deputado estadual Léo Cunha (PSC) fez uso da tribuna durante sessão plenária da Assembleia Legislativa onde denunciou o descaso das obras inacabadas do prédio que seria destinado à Fundação da Criança e do Adolescente – Funac, em Imperatriz.

Em seu discurso, o deputado mencionou que a obra orçada em R$11 milhões está parada desde 2015, ano em que o prédio deveria ter sido entregue à população. “Uma obra com recursos do BNDES onde vários deputados participaram desse evento de financiamento e a obra hoje está parada. Os menores infratores não têm local para ficar”, relatou.

No local onde o prédio estava sendo construído, o mato tomou conta de todo o espaço, tijolos, telhas e outros materiais têm sido roubados, e vândalos utilizam as instalações para consumo e vendas de drogas. No último final de semana, um moto taxista foi morto na frente dessas instalações. O parlamentar acredita que os serviços inacabados são um descaso com o dinheiro público, a obra parou com cerca de 60% da construção concluída e 150 trabalhadores contratados para a construção foram demitidos.

“Estou aqui me dirigindo ao governador Flávio Dino e peço que ele autorize essa obra, que ela volte a ser contemplada e que tenha continuidade. Ela está com investimento de 60%, próxima de ser entregue para a população da região Sul do Maranhão, é este pedido que eu deixo”, cobrou o parlamentar.

by 17:50 0 comentários