Os envolvidos em ataques a agências bancárias no interior do Maranhão foram apresentados durante entrevista coletiva, na manhã deste sábado (4), na Secretaria de Segurança. Os oito integrantes da quadrilha foram presos na madrugada de sexta-feira (3), no município de Vitória do Mearim, durante uma operação das policias Civil e Militar. Eles estão envolvidos no ataque à agência bancária de Bom Jardim e planejavam atacar a agência bancária de Igarapé do Meio. Na quinta-feira (2), no município de Viana, a polícia já tinha prendido outros dois homens, por planejarem ataques contra a agência bancária de Cururupu.

As prisões realizadas na madrugada de sexta-feira, na cidade de Vitória do Mearim, foram possíveis a partir de investigações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Foram presos pelo ataque criminoso contra a agência bancária de Bom Jardim: Francigleydson Costa Travassos, conhecido como ‘Oficina’; Romero Santos Lima; Vinícius Gabriel Coelho Silva; Paulo Vinícius Mendonça; Alessandro Moreira Sousa; e Letícia Costa.

Segundo o delegado Thiago Bardal, susperintendente da Seic, a quadrilha é especializada em explosões a caixas eletrônicos e que, no momento da prisão, estavam de posse de um veículo Corsa Classic, de cor cinza, um rifle calibre 44, uma pistola 0.40 e explosivos. “Após investigações, foi descoberto que a quadrilha é acusada de realizar um ataque contra a agência bancária no município de Bom Jardim. Os criminosos estariam também planejando realizar outro ataque contra uma agência bancária em Igarapé do Meio”, informou o delegado.

Ele relatou também que já foram presos, somente na última semana, 25 acusados de envolvimento com ataques criminosos no Maranhão. Oito deles foram presos em São Luís e Alcântara; seis foram presos pela Seic em Vitória do Mearim; três foram presos pela Polícia Militar em Bom Jardim; dois foram presos em Viana e outros seis foram presos em Imperatriz. Todos foram presos por envolvimento nos crimes contra instituições financeiras.

Thiago Bardal acrescentou que o líder da quadrilha, identificado como Francigleydson Costa Travassos, tem antecedentes criminais, onde constam três mandados de prisões em aberto pelas explosões às agências bancárias de São Mateus do Maranhão, Olho D’água das Cunhãs e Santa Luzia do Paruá. Após as autuações, eles foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.
Polícia impede novos ataques

Outra ação efetivada pela Seic e a equipe da delegacia regional de Viana, resultou na prisão de mais duas pessoas. Os homens foram presos na manhã de quinta-feira (2) e identificados por Jeorge Ribeiro e Eider dos Santos Vale. Eles estavam de posse de armas de fogo e estavam planejando realizar ataques contra as agências bancárias nos municípios de Cururupu e Igarapé do Meio

Os presos estavam no interior de um veículo Corsa Classic, de cor branca e placas NHQ 0475. Na revista ao veículo, foram encontradas cinco armas de fogo, sendo dois rifles calibre 44, uma escopeta de calibre 12, uma pistola de calibre 380 e um revólver de calibre 38. Após as investigações, foi descoberto que os suspeitos estavam se dirigindo para Cururupu, onde encontrariam mais três pessoas para realizarem o ataque contra a agência bancária do município.

Jeorge Ribeiro possui antecedentes criminais por roubo no ano de 2014 pela explosão a agência bancária do Bradesco da cidade de São Vicente Ferrer. Já Eider possui antecedentes criminais por roubo e homicídio. As investigações continuarão no sentido de descobrir se há outros envolvidos na ação criminosa. Os dois homens presos na quinta-feira foram transferidos para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde permanecerão à disposição da Justiça.

Prisões em Bom Jardim

A Polícia Militar do Maranhão também prendeu outros três envolvidos no ataque à agência bancária do município de Bom Jardim. Após monitoramento e buscas, os policiais militares de Bom Jardim prenderam no município de São João do Caru, os suspeitos identificados como ‘Vanderson’ e ‘Gordo’. Ainda na quinta-feira, os policiais militares prenderam outro envolvido, identificado apenas como Genilson. Com eles foram apreendidos um rifle e um colete balístico. O trio ainda está sendo investigado pela polícia, no sentido de confirmar o envolvimento deles em ataques contra instituições financeiras em outros municípios maranhenses.

Reconhecimento

As prisões e os resultados alcançados nas operações de segurança contra assaltos a instituições financeiras foram anunciadas durante entrevista coletiva, neste sábado (4), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA). Estiveram presentes na coletiva, o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela; o delegado-geral da Polícia Civil, Lawrence Melo;, o comandante-geral da Polícia Civil, o coronel Frederico Pereira; o superintendente da Seic, Thiago Bardal; e o delegado da Seic, Victor Machado.

“A polícia tem a obrigação de garantir a defesa da sociedade. Então é preciso que os bancos assumam o seu papel no trato de seus bens e invistam mais na própria segurança, porque ao não fazerem isso resulta em danosidade social”, disse o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

O delegado-geral Lawrence Melo ressaltou o trabalho realizado pela polícia. “A Polícia Civil está realizando antecipação contra os roubos a instituições bancárias. Grandes resultados estão sendo alcançados e isso decorrente da integração das forças de segurança com a inteligência policial, buscando antecipação acerca das ações criminosas. Quero parabenizar e externar agradecimentos aos policiais envolvidos nestas ações. Estamos sendo exitosos por conta dessas prisões e nas apreensões dos armamentos de posse dessas quadrilhas”, concluiu.

“A integração é uma saída importante para o enfrentamento às ações contra os ataques de assaltantes de bancos”, frisou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira. Ele lembrou que unidas, as forças polícias são mais fortes para atuarem contra as ações criminosas. “Todos são testemunhas do trabalho que a polícia do Maranhão vem fazendo no Estado. As inteligências da Secretaria de Segurança, da Polícia Civil e da Polícia Militar vem operando com eficácia para que as quadrilhas sejam identificadas e presas. Essa conjugação de forças são um recado claro para a bandidagem, pois estamos preparados”, afirmou.

by 16:42 0 comentários