O secretário Márcio Jerry critica oportunismo dos deputados de oposição.
A aprovação do Projeto de Lei que cria o Programa de Desenvolvimento dos Centros de Distribuição no Maranhão, ocorrida hoje, na Assembleia Legislativa, escancarou o oportunismo e a incoerência dos deputados da oposição. Mesmo estrebuchando contra a iniciativa que vai beneficiar atacadistas que gerarem 500 empregos ou mais, a maioria dos críticos – a exceção da deputada Andrea Murad – se abstiveram da votação, ou seja, não foram contra o PL.
Não é a primeira vez que a base oposicionista na Assembleia Legislativa tenta atravancar um projeto do Governo do Estado em benefício do povo maranhense, mas na hora da votação se mostra incoerente. O reajuste de 8% no salário dos professores, aprovado há alguns dias, também passou pelo mesmo processo de fortes críticas dos oposicionistas, mas acabou sendo aprovado sem nenhum voto contra.

As duas situações escancaram o oportunismo da oposição, que tenta criar a todo custo uma cortina de fumaça em todo e qualquer projeto do Governo do Estado que beneficie os maranhenses, mas na hora da votação eles não têm coragem de ficar com a história arranhada por votar contra uma iniciativa que vai ser vantajosa para o Maranhão.

“A cada matéria encaminhada pelo Governo do Estado, a oposição na Assembleia inventa mil mentiras. Sai derrotada e desmoralizada. Que coisa!”, criticou o secretário de Articulação Política, Márcio Jerry, que classificou como “pouca convicção, muito oportunismo: deputados que atacaram duramente projeto de lei do Governo se abstiveram”.

Mais uma vez, os deputados da oposição demonstraram incoerência e oportunismo, e ratificaram que o objetivo maior deles é dificultar o desenvolvimento dos projetos do Governo do Estado que beneficiem o Maranhão.

Que os nomes deles fiquem registrados na memória dos eleitores maranhenses: Adriano Sarney, Nina Melo, Sousa Neto, Eduardo Braide e Max Barros.

by 15:55 0 comentários