A Secretaria Municipal de Saúde, através do Departamento de Saúde do Trabalhador, realizou na manhã desta quarta-feira, (19), no auditório da Câmara Municipal de Açailândia, palestras em comemoração ao “Dia Mundial da Voz.

O evento contou com a participação de profissionais da Secretaria de Saúde, Agentes de Saúde Comunitários e profissionais especialistas na área da voz que debateram sobre o tema ao público presente. Foi o caso da Dra. Regina Cunha (médica Otorrinolaringologista) e da médica Fonoaudióloga Rafaela Duarte.

De acordo com especialistas cerca de 70% da população ativa utiliza a voz como instrumento de trabalho. Em especial, são considerados profissionais da voz como professores, leiloeiros, cantores atores, vendedores, ambulantes, advogados, telefonistas, recepcionistas, políticos, líderes religiosos, jornalistas, operadores de telemarketing, entre outros. Esses profissionais não podem esquecer que a voz é um instrumento importantíssimo para vida de cada um e deve ser tratada com cuidado especial.

De acordo com Nilma Holanda, coordenadora do departamento da Saúde do Trabalhador em Açailândia, o evento tem como objetivo, transmitir a informação do cuidado que os profissionais que usam a fala como instrumento de trabalho devem ter com a sua voz. “Nós que somos profissionais da saúde e exercitamos tanto a nossa voz temos que ter cuidados e sempre procurar especialistas para fazer uma avaliação médica, principalmente aqueles profissionais que usam a voz excessivamente como professores, palestrantes e cantores, além de outros”, alerta Nilma Holanda.

A fonoaudióloga Rafaela Duarte orientou os participantes sobre todos os cuidados e como deve-se exercitar e usar a voz de maneira saudável. Deu dicas de como se prevenir e obter uma voz saudável, evitando problemas futuros. Segundo ela, a ideia é levar o mesmo evento para dentro das escolas do município.

Doutora Regina Cunha disse estar feliz em ministrar sobre a saúde bucal neste dia. Segundo ela, 10 milhões de brasileiros enfrentam problemas com a voz, levando em consideração que todo mundo usa e precisa da voz para se comunicar diuturnamente. “Vamos falar a estas pessoas como melhorar a saúde bucal no seu dia-a-dia e de modo geral. Uma pessoa não pode ter uma boa voz se não se alimentar bem, se tem problemas de tensão, se faz muito esforço para falar, se não toma água adequadamente. Temos que ter conhecimento e nos prevenir para se ter uma boa qualidade vocal”, finaliza Regina Cunha.

by 04:00 0 comentários