A Prefeitura de Vila Nova dos Martírios, através das Secretarias de Assistência Social e Conselho Tutelar realizaram grande caminhada, panfletagem e adesivamentos de carros e motos como forma de ajudar no enfrentamento dos casos de violência sexual contra Crianças e Adolescentes.

Durante todo este mês foram realizadas várias palestras, debates de conscientização nas escolas do município, onde a equipe da Secretaria de Assistência Social e Conselho Tutelar informaram e conscientizaram a população para participar da luta em defesa dos direitos das crianças e adolescentes e pelo fim da violência sexual.

A prefeita de Vila Nova dos Martírios, Karla Batista, explicou a importância de se debater esse tema. “O 18 de maio foi colocado em uma lei para que a sociedade se mobilize, enfrente esse problema e possa se conscientizar de que somente a partir das denúncias é que se pode combater o abuso e a exploração sexual”, disse.

A vice prefeita e Secretária de Assistência Social, Vanuza Cunha, ressaltou as ações da secretaria juntamente com o conselho tutelar para combater o abuso e a exploração de crianças no município. “Nossa equipe está disponível para fazer o enfrentamento desses abusos em nossa cidade”, frisa.

“Para denunciar a população pode buscar as polícias militar, civil e federal, as delegacias, o ministério público, o conselho tutelar. A denuncia pode ser feita em qualquer órgão de combate a violência. Caso não queira se dirigir até um órgão público para fazer essa denúncia, mas se sinta responsabilizado e queira denunciar pode ser utilizado o disque 100 que é um número de telefone muito importante para se combater os crimes de violência sexual”, completou.

Hoje teve início a programação, às 8 horas, com caminhada pelas ruas da cidade, o encerramento aconteceu no Sindicato dos professores, com apresentações e palestra com o Promotor da Infância e Juventude, Dr. Lucas.

Estiveram presentes a Secretária de Educação Linda, professores do município, servidoras da Assistência Social, do SCFV, CRAS, CREAS e Conselho Tutelar.

(Assessoria/ Bruno Florentino)

by 18:40 0 comentários