Folha.com
Divulgação/PRF 
Policial rodoviário apreende carga de maconha; instituição vai atuar apenas em casos emergenciais

A Polícia Rodoviária Federal informou que vai suspender, a partir desta quinta-feira (6), uma série de serviços de patrulhamento e até fechar postos de atendimento nas estradas federais do país.

A instituição alegou em comunicado que foi afetada pelos recentes cortes no orçamento federal e que não consegue mais, por exemplo, garantir o abastecimento mínimo e nem a manutenção dos veículos de sua frota.

Para se adequar ao arrocho orçamentário, a PRF decidiu que não mais vai atuar em escoltas que envolvem o acompanhamento de cargas superdimensionadas nas estradas federais.

A instituição também suspendeu os serviços de patrulhamento aéreo, que incluíam atividades de policiamento e resgate.

A polícia rodoviária também decidiu que vai fechar uma série de postos de atendimento ao longo das vias. O fechamento seguirá um cronograma que será implementado pelas gestões regionais da instituição. O número de unidades atingidas não foi divulgado.

O corte no orçamento também afetou os atendimentos. A partir desta quinta, a PRF diz que vai priorizar apenas casos emergenciais, como acidentes que envolvem vítimas. O expediente nos postos também vai ficar mais enxuto. A população será atendida nos locais apenas das 9h às 13h.

Em nota, a PRF diz que a suspensão dos serviços é uma medida temporária e que está em tratativas com os Ministérios da Justiça e do Planejamento para que o orçamento seja revisto e as atividades restabelecidas.

A Folha aguarda uma posição das pastas da Justiça e do Planejamento.

by 16:21 0 comentários