O contrato de estágio tem duração inicial de um ano, podendo ser prorrogado por mais um. Nada impede as empresas de efetivarem os estagiários após esse período.
Já há vagas previstas em 25 municípios maranhenses e a meta é promover o programa em todo o estado.
Estudantes do ensino médio da rede pública estadual de todo o Maranhão terão a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho com o programa Mais Estágio, lançado na tarde desta sexta-feira (11), pelo governador Flávio Dino, em solenidade realizada no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, na Praia Grande. O programa oferece 500 vagas de estágio não obrigatório em empresas públicas, privadas e órgãos estaduais.

O Mais Estágio foi instituído pelo governador Flávio Dino via decreto, em março de 2017, para regularizar a oferta de estágio para alunos de ensino médio no Maranhão, que desde 2010 havia sido descontinuada pela justiça. O contrato de estágio tem duração inicial de um ano, podendo ser prorrogado por mais um. Nada impede as empresas de efetivarem os estagiários após esse período.

Em seu discurso, o governador Flávio Dino pontuou a importância do estágio para o amadurecimento pessoal e profissional e destacou que essa ação faz parte de um conjunto de ações de melhoria da educação no Maranhão. “E uma das iniciativas complementares a esse programa Escola Digna de melhoria da educação e dos espaços escolares é possibilitar outras atividades. Nós temos programas, por exemplo, de turismo cultural, social e escolares”, enfatizou.
De acordo com ele, o Mais Estágio é um programa de formação profissional e de geração de renda para os estudantes, para que eles possam se manter nas escolas, diminuir a evasão escolar e ter, também, experiência para o futuro. “Então nós temos a visão do espaço escolar e de atividades complementares que ajudam cada vez mais os nossos alunos, alunas, estudantes a serem mais preparados para a vida e para o mundo do trabalho”, completou Flávio Dino.

Já há vagas previstas em 25 municípios maranhenses e a meta é promover o programa em todo o estado. A mediação entre os estagiários e as empresas filiadas ao Mais Estágio é feita pelo instituto Euvaldo Lodi (IEL) e pelo Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), parceiros do Governo na promoção do programa, que é coordenado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e pela Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv).

Para o secretário da Seduc, Felipe Camarão, há sete anos os estudantes do ensino médio da rede pública estadual não tinham essa oportunidade, pois o programa estava parado e o Maranhão era o único estado da federação em que os estudantes do ensino médio da rede pública não podiam estagiar. “E no passado o estágio era desvirtuado e feito de emprego. Muitas vezes com os estudantes tendo desvio de função”, explicou.
Segundo o secretário, o governador Flávio Dino, então, editou o decreto e estabeleceu uma política de Estado, e não mais uma política de Governo. E em uma “franca conversa com Ministério Público do Trabalho nós restabelecemos o programa no Maranhão. Nós mudamos e inserimos no plano político-pedagógico das nossas escolas um estágio curricular e extra-curricular também para os estudantes e agora eles tem essa oportunidade”. Ainda conforme Camarão, o Mais Estágio não é um programa voltado apenas para a capital. “Já temos um comprometimento dos agentes de integração, de que essa meta será superada até o final do ano, e temos a grande expectativa de certamente atingirmos mais de mil vagas até o início de 2018”, afirmou o secretário.

Para a secretária de Estado da Juventude, Tatiana Pereira, o "programa Mais Estágio oportuniza aos estudantes novos horizontes, garantindo novas possibilidades no ensino e na profissionalização. Ele consegue demarcar nesse 11 de agosto, Dia do Estudante, uma grande pauta que representa grandes oportunidades para a juventude maranhense", destacou.

Orgulho e emoção
Vitória Pires foi a primeira contratada no programa Mais Estágio, e atualmente está atuando no Banco do Brasil. A experiência tem sido tão boa que ela já pensa em voos mais altos. “O meu orientador me disse que também começou como estagiário. E depois que ele terminou esse período ele passou em primeiro lugar no Banco e ficou. Então a minha ideia é seguir o exemplo dele”, contou.

A mãe de Vitória, Josélia dos Santos, era só orgulho e emoção com a conquista da filha. Convidada a subir ao palco pelo governador Flávio Dino, ela foi às lágrimas ao receber os parabéns pela conquista da filha. “Ela é muito esforçada em tudo que ela faz. Para mim é gratificante ver ela conseguindo as coisas. Porque na minha época não tinha tanta oportunidade. E agora ela está tendo essa oportunidade”, disse emocionada.

Como participar

Para participar, basta ser aluno regular de ensino médio em escolas da rede pública e particular do estado. Estudantes de escola pública, no entanto, têm preferência no preenchimento das vagas. Podem participar do programa estudantes a partir de 16 de anos. As vagas de estágio têm regime de trabalho de quatro a seis horas por dia, de segunda a sexta-feira. A média de remuneração mensal é de um salário mínimo, mas algumas empresas chegam a pagar até R$ 1.500. Para mais informações acesse o site: www.educacao.ma.gov.br.

by 16:24 0 comentários