A cidade de Itinga do Maranhão será palco de um dos maiores Shows Gospel da América Latina. O cantor evangélico Juliano Son, que estará pela primeira vez em Itinga do Maranhão e dia 15 de Agosto no primeiro Celebra Itinga.

O evento acontecerá no dia do evangélico, começa segunda-feira dia 14/08 - com show de talentos locais com premiação para 1°, 2° e 3° lugares. Terça-feira dia 15/08 - A partir das 7hs da Manhã torneio socyte na copagre, 16hs com saída em frente a Escola Raimundo Almeida Pimentel, grande marcha para Jesus e as 19hs o maior evento gospel que Itinga já viu, presença confirmada de Juliano Son.

O Celebra Itinga tem o grande objetivo de promover a unidade entre o povo de Deus, de toda região, isso vem sendo consolidado nesse primeiro Celebra, e de acordo com a organização, a tendência é que a festa tome proporções cada vez maiores para o próximo ano.
Uma grande estrutura de palco, som e luz será montada na Av. presidente Medici (centro da cidade) para esse grande momento de louvor e adoração a Deus, que ficará gravado na mente e nos corações. O evento contará com a participação de cantores e bandas locais.
Os organizadores do evento esperam contar com o apoio e participação em massa de todos os ministérios (Igrejas).

Apoio: Prefeitura Municipal de Itinga do Maranhão. 
e Governo do Estado

Veja o vídeo:


SOBRE O CANTOR: Juliano Son, biografia.

Olhos puxados, pastor, missionário, músico, compositor e um coração cheio de amor. Descendente de imigrantes coreanos, Juliano Son nasceu em São Paulo. Aos 35 anos, é casado com Daniele e pai de Lucas e Filipe, e preside o Instituto Livres para Adorar. Juliano tem formação em Teologia pela Faculdade Batista Teológica de São Paulo.

É líder do ministério Livres para Adorar onde atua na pregação, no ensino bíblico e na música como vocalista. Desde 2006, tem participado de seminários e congressos em meio à Igreja evangélica em diversas cidades do Brasil. Foi em concordância com a mensagem levada pelo ministério sobre Jesus Cristo e seus mandamentos de amor que o Abrigo Livre Ser veio a surgir.

O Livres para Adorar começou em 2005, depois que Juliano Son foi impactado pelo testemunho de uma missionária que relatou sobre a realidade do tráfico e da escravidão sexual infantil no Nepal. Com o objetivo de promover e apoiar financeiramente um projeto que ajudava essas crianças, o Livres gravou o primeiro CD. 

Além das atividades musicais, o Livres para Adorar dirige e ajuda a sustentar o Livre Ser, abrigo para crianças e adolescentes em risco social, desde março de 2008.

Nós vivemos num momento único da história da música cristã, um momento bastante peculiar e perigoso. Quando vemos no passado músicos como o Rei Davi e compositores como o irmão de John Wesley, Charles Wesley, quem escreveu mais de cinco mil canções, percebemos que suas motivações e inspiração vinham da revelação de Deus. Suas preocupações estavam na glória de Deus, suas intenções eram equipar o povo de Deus com canções que expressariam sua devoção a Ele.

Não sou Deus pra julgar corações, mas sou o suficiente para saber que em nenhum momento da história do mundo se fez tanta riqueza com música cristã. Um conhecido meu, que trabalha no meio da música cristã internacional, me disse que algo muda quando um homem faz dois milhões de dólares ao compor uma canção de adoração. E ele trabalha com os GRANDES nomes. diz Juliano Son.

Entrevista com Juliano Son feita pela Igreja Peniel:

Como e quando você conheceu Jesus Cristo como Senhor e Salvador?

Fui a Florianópolis/SC, a trabalho, quando conheci um grupo de pessoas que transpiravam pureza e a realidade do amor de Deus. Me lembro de como essa pureza e amor mexeram comigo. E  essas pessoas me convidavam a todo tipo de reunião e culto, passei um tempo em meio à realidade do Reino de Deus, até que, no dia 19 de março de 2000, o Senhor Se revelou em graça e poder, convencendo-me da realidade, da Sua presença e do Seu amor. Depois disso, nunca mais fui o mesmo.

Por que ‘‘Livres’’ ou ‘‘Livres para Adorar’’? Como surgiu?

O nome foi uma linda sugestão da minha linda esposa, Daniele. No tempo em que sentimos que precisávamos de um nome, em nossa igreja local, estávamos vivendo um tempo onde o ser livre no Senhor estava sendo buscado.
Sabemos que antes do álbum “Mais um dia”, você perdeu um amigo de infância e que uma das canções nasceu deste trágico evento. Fale um pouco sobre oque aconteceu? 

Assim como acontecem com muitos amigos de infância, depois de nos mudarmos, passamos um bom tempo sem nos vermos. E, depois de muitos anos, certo dia ele apareceu em nossa igreja, em nossa comunidade local. A princípio foi aquela surpresa e alegria. Mas por conta de nossas viagens ministeriais eu não o via com frequência. E com o passar do tempo, eu fui percebendo que sempre que eu o via eu percebia um olhar, um semblante de tristeza. Eu não sabia se aquele olhar ou semblante eram naturais a ele, ou se havia algo acontecendo na vida dele, e isso me fazia pensar que eu devia conversar com ele para saber se tudo estava bem. Mas antes de eu ter tido a oportunidade, ele num momento de desespero, acabou tirando a sua própria vida. 

A sua morte e o seu desespero não geraram apenas uma canção, mas toda a mensagem e razões do "Mais um dia". A conotação do "Mais um dia" é o de espera, é o de esperança. A mensagem que se busca passar é o da espera por mais um dia. É o esperar, em meio à escuridão da noite fria, pelo Sol que, certamente, vem brilhar pela manhã. Essa foi a nossa tentativa de ser uma voz que vai contrariar todas as vozes do desespero deste mundo, clamando para que a Voz da Esperança seja ouvida por todos aqueles que se encontram sem esperança.

Discografia:
2006 - A Mensagem
2006 - Livres Para Adorar
2009 - Para Que Outros Possam Viver
2011 - Mais um dia
2015 - Só em Jesus

Álbuns ao vivo:

2010: Pra que Outros possam Viver - Ao Vivo
2013: Mais um Dia - Ao Vivo

Espero que vocês tenham gostado de mais uma homenagem aqui no nosso site, Deus abençoe a todos.

Por Rinaldo Ribeiro
Geração Jovem
Fontes: Rede Super, Blog Livres para Adorar
Imagens da Internet, videos do Youtube

by 08:48 0 comentários