Na tarde desta quinta-feira (18), o Sr. José da Silva Souza (Zezim Honda), Diretor da Rodoviária de Açailândia, se reuniu com donos de bares localizados no setor rodoviário, para tratar sobre horário de funcionamento.

Durante a reunião ficou determinado que os bares localizados na área do setor rodoviário não abrirão aos fins de semana (sábado e domingo), somente de segunda a sexta-feira, até às 22h. Fica proibido ainda a comercialização de bebida alcoólica em recipientes de vidro (garrafa).
A atitude tomada por Zezim Honda tem como objetivo cumprir um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), assinado pelo então diretor da Rodoviária, Sr. Francisco e Ministério Público do Maranhão, representado pela promotora de justiça, Camila Gaspar Leite, em 05 de novembro de 2015, mas que vinha sendo descumprido pelos proprietários de bares, que a parir desta quinta-feira terão que se adequar a uma nova realidade.

Nos últimos anos foram registradas algumas mortes nas dependências da rodoviária, o que fez com que as autoridades passassem a se preocupar com o problema.

O último homicídio ocorrido nas dependências da rodoviária aconteceu na madrugada do último sábado (13). A vítima, Francivaldo da Silva Nascimento (37) foi morto com uma facada no peito, após se negar em dar R$ 2,00 a um usuário de drogas.

Pessoas que frequentam a Rodoviária para fazer suas refeições ou viajar, reclamam da “desorganização” e de assedio por parte de “Bebuns” e “usuários de drogas”. “Esperamos que as autoridades competentes tomem providencias urgentes, porque do jeito que está não pode continuar. Estamos com medo, pois recentemente um homem acabou perdendo a vida porque não deu R$ 2,00 para um usuário de drogas”, disse um passageiro que aguardava um ônibus para embarcar para São Luis.

Em conversa com o titular desta página, Zezim Honda (Diretor da Rodoviária) disse que irá solicitar ao Coronel Jonilson Diniz (Comandante do 26º Batalhão de Polícia Militar de Açailandia) ajuda para garantir a segurança dos frequentadores da Rodoviária e dos próprios comerciantes que trabalham no local.

Por Antonio Marcos 

by 07:47 0 comentários