Durante a noite e início da manhã de hoje o corpo foi velado na sede do Poder Legislativo. 
Nascido em 1945, na cidade de Montes Altos-MA, Gerson Abreu de Sousa se formou em medicina em 1975 no Rio de Janeiro. Um ano depois, 1976, já casado com Flávia Barros de Sousa, veio para Açailândia, por intermédio de um amigo, também médico, trabalhar no Hospital Geral de Açailândia.

Mesmo se deparando com um lugarejo pequeno e sem a menor infraestrutura, Dr. Gerson se encantou com o, ainda povoado, e aqui resolveu ficar, tornando-se assim, o primeiro médico a fixar residência em Açailândia. 

Seu primeiro investimento foi na compra do Hospital Geral que ficou em funcionamento até o ano 2000. Por passaram médicos como; Dr. Petrônio, Dr. Gilson, Dr. Ubirajara, Dra. Soélia, Dr. Deusdete, e tantos outros.

Ao longo de 42 anos, além dos filhos nascidos aqui, Hygor Barros Sousa e Rosane Barros Exaltação, fez uma legião de amigos, impossíveis de serem aqui citados. Sem falar no carinho, respeito e gratidão conquistados da população de Açailândia pelo seu relevante trabalho prestado na saúde, principalmente junto às famílias mais carentes. 

Na vida pública participou ativamente dos momentos mais importantes da história da cidade. O mais marcante, contado com orgulho para aqueles não sabiam, foi ter participado da emancipação política de Açailândia. Foi, inclusive, convidado a ser candidato a prefeito na primeira eleição municipal depois que Açailândia se tornou cidade em 1981. Mas não aceitou. Preferiu participar apenas com seu apoio e prestígio. 

Foi o primeiro presidente do Sindicato dos produtores rurais de Açailândia, e um dos fundadores da Loja Maçonica Heitor Correia de Melo. 

Botafoguense de coração, Dr. Gerson amava reunir os amigos, entre eles os seus funcionários mais antigos, considerado por ele membros da família, para conversas longas dos mais diversos assuntos. Ainda tinha muitos planos pela frete. Ser prefeito de Açailândia era um deles. Mas, para Deus, os planos eram outros. 
Gerson Abreu de Sousa não deixa apenas a sua história como um dos pioneiros desta cidade. Deixa também o seu exemplo de homem honrado, marido dedicado, pai exemplar, avô apaixonado pelos 4 netos, e deixa também uma lição de vida que nos ensina sempre a amar o próximo. Estender a mão a quem precisa. Praticar caridade. Fazer o bem. 

Açailândia perde um grande médico, um grande homem. E a Câmara Municipal, em reconhecimento a sua importância para esse município, presta essa homenagem hoje, em sua despedida, agradecendo a todo trabalho e dedicação prestados nesses 42 anos. 

Aqui ele chegou e cumpriu o seu compromisso de salvar vidas, e hoje, Dr. Gerson, em nome do povo de Açailândia, nós vereadores, agradecemos. Muito obrigado

Da Assessoria 

by 22:01 0 comentários