Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, o deputado Hildo Rocha defendeu o adiamento das eleições que deverão escolher os novos dirigentes do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). De acordo com o parlamentar, qualquer que seja o resultado, o pleito não irá refletir a vontade dos profissionais da enfermagem porque parte dos delegados que irão votar foram eleitos de forma fraudulenta.

“O Cofen tem um histórico de fraudes nas eleições. Aqui nesta tribuna, o deputado Beto Albuquerque, do PSB do Rio Grande do Sul, por várias vezes denunciou as falcatruas, isso em 2008, há 10 anos, e as irregularidades continuam acontecendo”, disse o parlamentar.

O parlamentar destacou que em vários Estados as eleições nos Conselhos Estaduais de Enfermagem, para escolha dos delegados regionais, foram recheadas de irregularidades praticadas com a finalidade de interferir na reeleição do atual presidente da entidade, Manoel Neri.

“No Maranhão uma só pessoa votou setenta e duas vezes, usando o mesmo IP (endereço eletrônico). O próprio Cofen reconheceu que houve fraude. Então, como é que vai haver eleição com os delegados que foram eleitos com suspeita de fraudes?” questionou o deputado.

Adiamento do pleito
Hildo Rocha defendeu a anulação da eleição dos delegados e o adiamento da votação prevista para acontecer nesta sexta-feira (23). “O Ministério Público Federal (MPF) já fez várias denúncias acerca desses casos. Espero que o judiciário federal suspenda essa eleição porque está eivada de fraudes, de vícios e determine novas eleições dos Coren’s onde houve fraudes, como as que aconteceram no Maranhão, comprovadas pelo próprio Cofen”, argumentou Hildo Rocha.

by 20:10 0 comentários