A Polícia Civil do Maranhão, em ação conjunta das Delegacias de Homicídios e de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz/MA (SENARC e SHPP), deu cumprimento a Mandado de Busca e Apreensão na residência de Francisco Carlos Santos Sousa, vulgo ‘Carlin’, suspeito de fornecer a arma utilizada para matar o taxista João Machado Aguiar.

No decorrer da busca, realizada nesta quinta-feira (8), foram encontrados 13 tabletes do entorpecente maconha, cinco invólucros pequenos contendo Crack, três invólucros pequenos contendo maconha, um revólver calibre 38, municiado com a numeração suprimida, 11 projéteis excedentes do mesmo calibre e o montante de R$ 1.889,50.
Francisco Carlos e Fernanda Alves Sousa, sua esposa, foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e posse de arma de fogo com numeração suprimida.

O casal confessou a autoria dos delitos que lhes foram atribuídos, sendo que Carlin ainda confessou que a arma de fogo utilizada no latrocínio era de sua propriedade, tendo sido emprestada a Adriano. Acrescentou que, após a prática do crime, a arma de fogo não lhe foi restituída. Disse, ainda, que a arma apreendida em sua residência não é a mesma utilizada em dita ação criminosa.

Francisco Carlos, o ‘Carlin’, e Fernanda Alves Sousa encontram-se à disposição da justiça na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz e Presídio de Davinópolis, respectivamente.

by 22:46 0 comentários