Temer disse que governo teve coragem de dialogar e 1agora tem coragem para exercer a autoridade de defesa do povo brasileiro'
Temer criticou ainda a postura dos caminhoneiros que não cumpriram o acordo. “Quem bloqueia estrada e age de maneira radical está prejudicando a população e será responsabilizado. (NBR/Reprodução)

Após o fracasso do acordo do governo para suspender a greve dos caminhoneiros por 15 dias, o presidente Michel Temer anunciou hoje que vai convocar as Forças Federais de Segurança para liberar as estradas bloqueadas desde segunda-feira. A decisão foi tomada após uma reunião do Gabinete de Segurança Institucional no Palácio do Planalto com Temer e ministros do governo.

“Comunico que acionei as Forças Federais de Segurança para desbloquear as estradas e solicitei aos governadores que façam o mesmo”, disse ele. “Não vamos permitir que a população fique sem gêneros de primeira necessidade, que fiquem sem produtos, que hospitais fiquem insumos para salvar vidas nem que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento das escolas.”

Temer criticou ainda a postura dos caminhoneiros que não cumpriram o acordo. “Quem bloqueia estrada e age de maneira radical está prejudicando a população e será responsabilizado.”

O presidente afirmou que o objetivo da medida é garantir a livre circulação e abastecimento da população. “O acordo assinado e cumprido é a melhor alternativa. Espero que cada caminhoneiro cumpra seu papel. O governo teve coragem de dialogar. Agora tem coragem para exercer a autoridade de defesa do povo brasileiro.”

Fonte: VEJA 

by 14:21 0 comentários