26 de fevereiro de 2015

Wellington do Curso solicita revitalização e ampliação da rede de faróis da Educação do Estado


O deputado Wellington do Curso (PPS) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (26), para solicitar ao governador Flávio Dino (PCdoB), a revitalização e ampliação da rede de faróis da Educação do Estado, além de cobrar providências a serem adotadas para o cumprimento dos critérios estabelecidos pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) na escolha dos livros didáticos das escolas estaduais. 
O parlamentar destacou o levantamento de pesquisas divulgadas em 2014, que apresentavam o Maranhão como o Estado com infraestrutura mais precária do País.

Na oportunidade, Wellington do Curso solicitou, também, a revitalização e ampliação da rede de faróis da Educação do Estado, que estão desativados há dois anos.

“Dos nove faróis da Educação instalados na Grande Ilha, desativados há cerca de dois anos, o Maranhão conta com mais 107 Faróis distribuídos nos municípios, sendo que alguns nunca entraram em funcionamento devido à ausência de equipamentos e estrutura física adequada. Friso, aqui, a necessidade de um processo de dinamização das ‘Bibliotecas Farol da Educação’, objetivando torná-las ativas e dinâmicas, através de atividades lúdicas, educativas e culturais voltadas para o incentivo à leitura e acesso à internet”, ressaltou o deputado professor Wellington.

Da Assessoria 

Vale entrega reforma de campo de futebol em comunidade de Alto Alegre do Pindaré amanhã


Amanhã, 26 de fevereiro, às 11h, moradores da comunidade de Tucumã Cacique I, em Alto Alegre do Pindaré (MA), estarão reunidos com representantes da Vale para conferir as melhorias realizadas no principal campo de futebol da comunidade, utilizado para diversas atividades de esporte e lazer. A reforma foi viabilizada com recursos da Vale em parceria com a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Tucumã Cacique I.
O projeto para reforma do campo de futebol foi apresentado pela própria comunidade, que ficou responsável em fazer o acompanhamento das obras. Entre as melhorias realizadas está a instalação de alambrado, portão de acesso e traves, aplicação de grama, além de obras de infraestrutura na via de acesso ao local. A iniciativa visa levar mais qualidade à realização de práticas esportivas, além de dar mais segurança às pessoas.

No inicio de 2015, outros projetos sociais também foram entregues pela Vale em municípios maranhenses: sistema simplificado de abastecimento de água em Morro Grande (Anajatuba) e Vila Conceição (São Luís), além da Reforma do Clube de Mães que atende à comunidade de Vila Isabel, também em São Luís. Estas iniciativas integram os investimentos sociais da Vale em comunidades que ficam próximas às áreas de suas obras de expansão no Maranhão e Pará. São projetos apresentados pelas próprias comunidades à Vale nas áreas de saúde, educação e geração de renda. Com o repasse de recurso, a própria comunidade se mobiliza para executar a obra.

Assessoria de Imprensa - Natália Machado

Deputado Zé Inácio defende ponte sobre o Rio Pericumã




Deputado Zé Inácio acompanha prefeitos, José Martins e Amaury Almeida em vistoria à margem do Rio Pericumã. 

Nessa quarta-feira (25), durante a sessão na Assembleia Legislativa do Maranhão, Zé Inácio (PT) ocupou a tribuna para relatar que na manhã da última terça-feira (24) participou da vistoria que foi realizada a margem do Rio Pericumã que liga o município de Bequimão à Central do Maranhão. 

O parlamentar esteve acompanhado dos prefeitos do município de Bequimão José Martins e do prefeito de Mirinzal Amaury Almeida e de técnicos da empresa Progen contratada pela secretaria de Infraestrutura para realização da obra. 

“A população de dez municípios da região da baixada espera há 40 anos pela construção da ponte sobre o Rio Pericumã, que deve melhorar o acesso da capital maranhense aos municípios de Bequimão; Central do Maranhão; Mirinzal; Guimarães; Cedral; Cururupu; Porto Rico; Serrano do Maranhão; Bacuri e Apicum-Açu”, desabafa o deputado.
O Projeto – O projeto da construção da ponte sobre o Rio Pericumã faz parte da plataforma do mandato do deputado que é natural da cidade de Bequimão e conhece muito bem a realidade da baixada. Com a construção da ponte de Bequimão para Central do Maranhão a distância será diminuída para 32 km apenas, até chegar a Ma 106 que dá acesso ao Cujupe, 100 km a menos de distância. 
“Coloca-se agora nas mãos do governador Flávio Dino a execução desse importante projeto que é a ponte sobre o Rio Pericumã ligando Bequimão a Central do Maranhão”. E quero fazer o registro do reconhecimento do governo Flávio Dino da importância desse projeto, inclusive registrando também aqui que o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, já assinou a ordem de serviço que garante a realização do projeto técnico que vai dizer o custo dessa ponte sobre o Rio Pericumã”, comentou em tribuna o deputado. 

Para o prefeito de Bequimão José Martins, a estrada e a ponte irão reacender o comércio do município trazendo geração de emprego e renda. “A continuidade desse projeto irá trazer a nossa cidade um progresso com 40 anos de atraso”, desabafa o prefeito José Martins. 

Já o prefeito do município de Mirinzal Amaury Almeida, que também é o presidente do Consórcio Conguarás, acredita que as obras irão beneficiar todos os moradores daquela região, melhorando a escoação da produção local e reduzindo consideravelmente a distância entre os municípios circunvizinhos. 
Os prefeitos que compõem o Conguarás (Zé Martins, Benedito Barros, Amaury Almeida, Nilce Farias, Fernando Cuba, Rosa Braga, Júnior Franco, Donária Rodrigues, José Balduíno e Cláudio Cunha), de forma articulada, estão usando as máquinas do PAC, Caçambas, retroescavadeira, patrol com o objetivo de garantir assim o acesso até o leito do Rio Pericumã pelos dois lados do leito (Bequimão e Central do Maranhão). “Os prefeitos estão de forma consorciada, usando as máquinas do PAC para garantir o acesso que permitiu, inclusive à equipe da empresa, que foi contratada pelo Governo do Estado para elaborar o projeto técnico da ponte, pudesse ter acesso de carro traçado até a margem do Rio. Eu tive a oportunidade de acompanhar a equipe que, daqui mais ou menos uns três ou quatro meses, estará com o projeto da ponte sobre o Rio Pericumã concluída”, destacou Zé Inácio. 

A Ponte – A construção da ponte sobre o Rio Pericumã foi idealizada nos anos 70, pelo então governador do Estado do Maranhão Antônio Dino. O governador Antônio Dino, ainda chegou a fazer a estrada que ligava a margem do Rio Pericumã, do lado do município Bequimão e do outro lado de Central do Maranhão até a sede de Mirinzal.

Na década de 70, grande parte da população do Litoral Ocidental maranhense fazia o deslocamento do transporte através do Rio Pericumã. Com a construção da estrada de Central a Pinheiro, o sonho da ponte sobre o Rio Pericumã caiu no esquecimento.

Da Assessoria 

Polícia fecha cassino clandestino em falso hotel em Açailândia

Dono do cassino conseguiu fugir, mas já foi identificado. Material foi apreendido e levado para a delegacia.
A polícia de Açailândia, a 600 quilômetros de São Luís, fechou um cassino clandestino que funcionava em um "falso hotel" da cidade. A descoberta foi feita após uma denúncia anônima. Segundo os policiais, no hotel tinha tudo, menos hóspedes.
"Nós recebemos denúncias de pessoas, vítimas desse tipo de jogatina ilegal. Viemos verificar e constatamos esse local explorando esta atividade ilícita", conta o delegado regional, Assis Ramos.
No prédio, a polícia encontrou nove caça-níqueis - sete funcionando. A polícia apreendeu o material, que foi levado para a delegacia, onde passará por perícia. "Sobre os jogos de azar, todo mundo tem prejuízo, menos o dono, que tem um lucro quase integral. A polícia aconselha que as pessoas procurem praticar outros tipos de atividade, porque não vamos tolerar isso", aconselha Assis Ramos.

No momento da operação policial não havia apostadores no prédio. O dono do hotel de fachada conseguiu fugir, mas já foi identificado pela polícia e será intimado pela polícia para prestar esclarecimentos.

















Do G1 MA

Decisão de Juiz do Piauí manda tirar WhatsApp do ar em todo o Brasil

Aplicativo se negou a dar informações para a polícia, disse delegado geral.
O G1 procurou o WhatsApp, mas a empresa ainda não se pronunciou.

O Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí informou que o juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, expediu decisão mandando que uma empresa de telefonia suspenda temporariamente em todo o Brasil o acesso ao aplicativo de troca de mensagens instantâneas WhatsApp. Em nota para a imprensa divulgada nesta quarta-feira (25), o Núcleo de Inteligência diz que o mandado judicial foi expedido no dia 11 de fevereiro, após a empresa se negar a dar informações para uma investigação policial.

Nota do Núcleo de Inteligência da Secretaria de
Segurança (Foto: Divulgação)
Nota Whattsapp (Foto: Divulgação)A informação também foi repassada pelo delegado geral do Piauí, Riedel Batista. "Existe um inquérito na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) e a delegada precisou de informações contidas no WhatsApp para embasar o caso e o aplicativo se negou a dar. O juiz determinou que as informações fossem prestadas e mesmo assim o aplicativo se negou", disse.
O G1 procurou o WhatsApp para tratar sobre a decisão judicial, mas a empresa ainda não se pronunciou sobre o assunto.
A nota do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança disse que os os “processos judiciais que originaram as referidas decisões tiveram início desde o ano de 2013, mas até o presente momento data (25) os responsáveis pelo WhatsApp não acataram as ordens judiciais”. A nota afirmou também que o mandado judicial foi encaminhado para as operadoras de telefonia móvel para que seja cumprido. O documento foi assinado pelos delegados Alessandro Barreto Gonçalves, Éverton Ferreira Almeida e Daniel Pires Ferreira.

"A Polícia Civil não sabe de muita coisa, pois ela só deu encaminhamento ao mandado do juiz para os órgãos competentes. Não sabemos quando o aplicativo deverá deixar de funcionar e nem por quanto tempo", disse o delegado geral, Riedel Batista.

Delegada Ana Kátia disse investigações ocorrem
desde 2013 (Foto: Fernando Brito/G1)
Delegada diz que desde 2013 WhatsApp não vem colaborando com as investigações (Foto: Fernando Brito/G1)A delegada da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), Ana Kátia Esteves, em coletiva para a imprensa, disse que todas as empresas de telefonias foram notificadas sobre a suspensão do serviço ainda no mês de fevereiro deste ano. Ainda de acordo com ela, as empresas vêm descumprindo a ordem e cabe ao Núcleo de Inteligência o acompanhamento para o cumprimento das decisões judiciais.
"O procedimento de solicitação das informações junto ao WhatsApp vem desde 2013 quando o inquérito foi instaurado. A empresa não vem cumprindo as solicitações desde então, por isso, o juiz entrou com uma representação através da decisão judicial de suspensão do serviço no país.

Ainda segundo a delegada, se a decisão de tirar aplicativo do ar não for atendida, pode caracterizar-se crime de descumprimento de ordem judicial, mas "quem vai decidir é o juiz", afirmou.

O juiz Luiz Moura Correia, autor da decisão, afirmou que não poderia dar informações sobre o caso já que o despacho se refere a um processo que corre em segredo de Justiça.

G1 Piaui 

Poluição: Siderúrgica Gusa Nordeste é condenada a pagar indenização de cerca de 1 milhão de reais à famílias de Pequiá de Baixo, em Açailândia.

O valor da indenização datada em primeira instância do ano de 2005 é de R$ 42.000, 00 por família, importando em um valor total de R$ 882.000,00, que deverá ser reajustado para a data do pagamento.
Moradores do Pequiá de Baixo convivem há decadas com a poluição provocada por Siderúrgicas na cidade de Açailândia.
O Tribunal de Justiça de São Luís julgou na última segunda-feira (23) os processos judiciais movidos por 21 famílias do bairro Pequiá de Baixo, em Açailândia-MA. As famílias reivindicam indenização por danos morais e materiais provocados pela empresa siderúrgica Gusa Nordeste. Em decisão unânime, os Desembargadores confirmaram que a empresa deve indenizar as vítimas, pela poluição provocada no bairro.

Os moradores alegam que diariamente a fábrica expele poluentes que prejudicam os moradores do entorno. Os poluentes provocam "dores de cabeça, dores de garganta, sinusite, coceira no corpo, alergias e calor excessivo". Denunciam também que a siderúrgica frequentemente expele um gás pelas chaminés do forno, causando "tonturas, náuseas, ardência nos olhos e dores de cabeça".

As 21 famílias mais próximas à empresa Gusa Nordeste declararam que "tem passado diariamente por perturbações de saúde provocadas pelos gases, fumaça e poeira expelidos no ar pelas chaminés do forno”.

Em dezembro de 2013, o juiz da 2ª Vara Judicial de Açailândia, Dr. André Bógea dos Santos já tinha condenado a empresa por danos morais e materiais, no intuito de “punir a conduta e desestimulá-la a práticas lesivas e ilícitas”.

A decisão judicial

O julgamento em segunda instância ocorrido na última segunda (23) foi conduzido pelos Desembargadores da 5ª Câmara Cível do TJ-MA,Ricardo Tadeu Bugarin Duailibe (Relator), Maria das Graças de Castro Mendes e Raimundo José Barros De Sousa. Moradores de Piquiá de Baixo, um representante da Igreja Católica do Maranhão e a rede Justiça nos Trilhos acompanharam o debate e os votos dos desembargadores.

Ao anunciar o voto, o Desembargador Relator valorizou a perícia judicial realizada pelo biólogo Dr. Ulisses Brigatto Albino em 2007, considerando que as provas apresentadas durante o processo foram suficientes para comprovar a poluição do local e os danos aos moradores.

“A tese do Desembargador, confirmada pelos dois colegas, baseou-se no conceito de responsabilidade objetiva da siderúrgica. A atividade desempenhada por uma empresa desse tipo implica, por si, riscos tanto ao meio ambiente como a terceiros. Quando houver um fato danoso, nesse caso a poluição, há o dever de reparar, sem necessidade de se comprovar a culpa. O princípio do ‘poluidor-pagador’, por outro lado, define que todo dano decorrente de poluição, mesmo se dentro dos parâmetros tolerados pelas regras ambientais, deve ser reparado”, explicou Danilo Chammas, advogado da rede Justiça nos Trilhos.

A decisão dos desembargadores confirmou a sentença do juiz de Açailândia e condenou a empresa ao pagamento de danos morais pelo valor de R$ 42.000,00 para cada família denunciante, no exato limite do que foi pedido por eles quando deram entrada na ação, em 2005. Esse valor deverá ser atualizado pela incidência de juros e correção monetária.

Quanto aos danos materiais, a decisão inicial indicava que a desvalorização do imóvel das famílias vítimas de poluição “foi intensa a tal ponto que importou na perda da utilidade do bem. O Tribunal de Justiça manteve a posição da 2ª Vara de Açailândia, confirmando que esse valor deverá ser calculado e, também, indenizado para cada família.

Para o morador Welen Pereira, que presenciou o julgamento, essa foi uma data muito importante para a comunidade. “Hoje mostramos para essa empresa que ela tem o dever de reparar todo o dano que vem provocando no nosso bairro”, declarou Pereira.

Com informações da Rede Justiça nos Trilhos

"Bin Laden" na prisão com pé de maconha


Depois de várias reclamações dos vizinhos, policiais do 5º DP do bairro Anjo da Guarda, localizaram no quintal de uma casa na Vila Mauro Fecury, região do itaqui-bacanga, um pé de maconha de aproximadamente três metros.

O cultivo da "planta" vinha sendo feito por Osmar do Nascimento Santiago, 56 anos, conhecido como "Bin Laden", que foi preso e apresentado na Delegacia do bairro.
"Bin Laden" assumiu que é usuário de maconha, gosta de fumar principalmente durante a noite. Os vizinhos reclamam do odor que exala no local. Walter Wanderley, Delegado Titular do 5º DP, disse "que várias pessoas telefonaram para o DP, reclamando do alto consumo de maconha na casa do "Bin Laden".

O pé de maconha foi encaminhado para o ICRIM. O suspeito vai responder em liberdade.

Índios protestam em São Luís


Os índios fizeram um ritual em frente ao Palácio dos leões. Os manifestantes tentam um audiência com o Governo do Estado. Transporte escolar e melhorias das instituições de ensino espalhadas pelas aldeias são algumas das reivindicações.

Nesta quarta-feira(25 de fevereiro), os indígenas, a maioria da região de Grajaú, planejam realizar um protesto em frente à Secretaria de Educação do Estado no bairro do Monte Castelo em São Luís.
Pintados, os índios permaneceram na Praça Pedro II, Centro Histórico da capital maranhense durante toda a tarde.
Pessoas que passavam no local por meio de fotografias registraram o protesto dos Guajajaras.

Maranhenses que morreram no PA podem ter inalado gás


Foram sepultados na tarde desta quarta-feira (25), em Penalva, os corpos dos três maranhenses da mesma família que morreram na cidade de Paragominas, no Pará.
Eles teriam tentado retirar a bomba d'água de um poço na noite de segunda-feira (23). As vítimas tinham entre 22 e 29 anos de idade.
De acordo testemunhas, houve demora no socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e faltou também o devido isolamento da área. A causa das mortes deve ser divulgada em até 30 dias.

Há suspeita de que as mortes tenham sido provocadas por intoxicação, já que os três homens da mesma família desmaiaram ao respirar um gás tóxico. Foto|divulgação: Asmoimp.

25 de fevereiro de 2015

Palestra motivacional marca abertura do ano letivo em Açailândia

Cerca de mil professores da rede pública municipal de ensino de Açailândia, participaram da palestra de abertura do ano letivo 2015. A prefeita Gleide Santos (PMDB) e vários secretários de governos prestigiaram o evento. Representando o legislativo municipal esteve presente o vereador Sarney Moreira.

Antes da palestra principal, a doutora Fabiane Lisboa fez uma breve explanação sobre o papel do conselheiro da educação e sua importância para o desenvolvimento da educação no Município. Em seguida, a prefeita Gleide Santos, empossou os membros do Conselho Municipal de Educação, eleitos para o triênio 2015/2017.
No evento principal, o público foi contagiado pelo o palestrante, o professor catarinense, Dalmir Sant’Anna. Ele usou toda a sua experiência e conhecimento para falar sobre o papel do educador nos dia de hoje.
Dalmir Sant’Anna chegou a emocionar o público em vários momentos e ao mesmo tempo levou a plateia ao delírio com sua arte de falar em público. Ao final da palestra o professor Dailmir Sant’Anna levou todos os presentes a uma grande reflexão sobre como ensinar, e de que forma, já que não existe fórmula pronta para isso.
Pós-graduado em gestão de Pessoas e em Magistério superior, Dailmir Sant’Anna, é Bacharel em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda. Na área educacional é professor de pós-graduação e autor dos livros “Oportunidades” e “Menos pode ser Mais” (4ª edição). Foi premiado nos últimos anos pela Record News e pelo SBT, conquistando o prêmio “Palestrante Destaque Empreendedor".
Bastante satisfeita com o resultado do evento, a Secretária Municipal de Educação, professora Ivanete Carvalho, disse que saiu com as forças renovadas para enfrentar mais um ano de desafio à frente da educação do município. Disse ainda que pretende trabalhar ainda mais em busca das melhorias no setor.
Já a prefeita Gleide Santos, disse que a palestra foi de excelência, e para uma plateia que busca a cada dia uma educação de excelência em Açailândia. “Ele, [Dalmir Sant’Anna] impressionou com a sua capacidade de leitura dos problemas enfrentados pelos profissionais da educação. Mais que isso, ele instiga às pessoas para a reflexão,” Finalizou Gleide Santos.

Por Wilton Lima

Maranhenses presos acusados de falsificar feijão branco


Quatro maranhenses foram presos em Fortaleza, no Ceará, nesta segunda-feira (23) acusados de falsificação de feijão branco. Segundo informações do delegado da Polícia Civil, Romério Almeida, os acusados tingiam o feijão com corante verde e vendiam o quilo a três reais.
Foram apreendidos 432 quilos de feijão, que estavam em sete sacas de 60 quilos, além de doze pacotes de um quilo. O bando estava vendendo o produto há quase um mês. A polícia prendeu a quadrilha após denúncia feita no final de semana, de uma consumidora que notou que o feijão descoloria no cozimento.

Os quatro vão responder por crime de estelionato e podem pegar de um a cinco anos de prisão.

O mentor Luiz Antônio da Silva, 48 anos, Natália de Jesus Saraiva Silva, 19 anos, Claudiana Santos Ferreira, 22 anos, e Francinilde de Sousa Brandão, 24 anos, não tem antecedentes criminais. As mulheres recebiam R$ 140 por semana para efetuarem as vendas.

Caso o produto seja analisado e seja concluído que o corante é substancia toxica, todos responderão por lesão corporal. O feijão apreendido será incinertado. Foto|divulgação: Polícia Civil Ceará

Confira a lista de aprovados no exame da Ordem


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta terça-feira (24) a lista definitiva de aprovados no 15o. Exame de Ordem, realizado no dia 11 de janeiro. O resultado foi definido após a análise dos recursos para vista de nota.
A prova é obrigatória para bacharéis em direito que querem exercer a profissão da advocacia em território nacional. Podem se inscrever para realizar o Exame de Ordem estudantes do último ano do curso de graduação em direito.

A parceria vai oferecer, gratuitamente, três simulados ao longo do ano, que poderão ser feitos pelos candidatos até quinze dias antes da realização do exame. O primeiro simulado já está no ar e ficará disponível até o 2 de março. A próxima edição do Exame de Ordem dos Advogados do Brasil começará no dia 15 de março, com a aplicação da primeira fase de provas.

24 de fevereiro de 2015

Secretária de Saúde faz visita surpresa ao HMA e entrega novos equipamentos ao Hospital e UBS’s de Açailândia


Na última segunda-feira (23), a Secretária de Saúde Rita de Cácia Barberino, deixou o seu gabinete quebrando a rotina de trabalho da secretaria, e despachou durante todo o dia de dentro do Hospital Municipal, onde passou todo o dia averiguando o trabalho dos profissionais lotado naquela casa de saúde, bem como visitando cada enfermaria, além de ver de perto a situação e conversando com cada paciente internado no hospital.

Na passagem pelas enfermarias, como é de praxe em suas visitas, a secretária confortou os pacientes que se encontravam internados aguardando pelo momento cirúrgico a qual seriam submetidos, o que os deixaram mais tranquilos e confiantes.
Outro motivo da ida da secretária ao hospital foi para observar “in loco” e confirmar quantos médicos plantonistas estavam trabalhando durante todo o dia, uma vez que surgiram boatos na imprensa que apenas um médico estava cumprindo o plantão, o que pôde ser confirmado que não passou de mais um boato maldoso plantado por aqueles que não querem uma saúde de qualidade na cidade de Açailândia. Depois de averiguar esta situação, foi constatada a presença de todos os médicos cumprindo o seu horário de trabalho, ou seja; quatro médicos, além de auxiliares de enfermagem.

Na visitação ao HM, Rita de Cácia também aproveitou para oficializar a entrega de vários equipamentos hospitalares que serão úteis para agilizar e facilitar o trabalho dos profissionais de saúde. Os equipamentos serão destinados para todos os postos de atendimento aos pacientes localizados no interior do HM. Outros aparelhos do mesmo lote também já foram destinados anteriormente para todas as Unidades Básicas de Saúde. Na relação de equipamentos constam: Cintos Aranha Adulto; Colar Cervical Resgate; Otoscópios; Prancha de Resgate; Tesouras; Umidificador e Máscara; Esfignomamômetro; Glicosmetro; Kit Nebulizador; Termômetros, além de outros equipamentos.
Na visita, que segundo a secretária, se for necessário se tornará constante, Cácia pôde confirmar que a grande maioria dos pacientes internados nas enfermarias do HMA, são oriundos de outros municípios, principalmente em inúmeros casos que requerem intervenção cirúrgica. São pacientes do Município de Itinga do Maranhão, Imperatriz, Buriticupu, pacientes oriundos até do Estado do Pará.

Para Rita de Cácia o dia de trabalho no Hospital Municipal foi bastante positivo, ressaltando que a ação faz com que outras medidas sejam tomadas, principalmente, no que diz respeito ao tratamento do paciente. “Nessa visita deu pra ver de perto a situação de cada paciente. E isso nos proporciona conhecê-los, e com isso eles adquirem uma maior confiança no nosso trabalho e por outro lado a gente fica por dentro da real situação de cada um deles e de que forma anda o seu procedimento”, finalizou Rita de Cácia.

Por Wilton Lima